Arte como terapia em idosos

Dentre os diversos benefícios que a arteterapia proporciona para os indivíduos que dela se utilizam, a prática realizada em diferentes contextos e com diferentes pessoas, mostra o quanto esta ferramenta é eficaz para diminuir o sofrimento psíquico, desenvolver a criatividade, auxiliar no autoconhecimento, promover novas possibilidades de socialização, podendo ainda, beneficiar de forma efetiva a melhora da qualidade de vida.

No SerraVille acreditamos que o espaço onde o idoso esta inserido, deve proporcionar não somente um atendimento de qualidade, mas atender o ser humano em sua integralidade, com foco em suas necessidades físicas e psíquicas, e a arteterapia tem papel importante nesse aspecto.

As técnicas e atividades são selecionadas e adequadas ao perfil do grupo e objetivos do trabalho, pois é essencial perceber o idoso em sua integralidade, subjetividade e singularidade, não esquecendo do contexto no qual o idoso está inserido e de sua história de vida.

As atividades que estimulam a criatividade por meio da utilização de diferentes técnicas expressivas, de maneira que todos se sintam livres para participar, respeitando as diferenças e limites individuais, desse modo, proporciona  boa convivência com integração entre os moradores.

Este tipo de atividade trabalha de forma a estimular a atenção, a concentração, a interação social, a descontração e a alegria de viver,  propicia atividades que auxiliam no enfrentamento emocional referente a situações decorrentes do processo de envelhecimento, levando em consideração a história de vida dos participantes, suas experiências, seu estado de saúde e físico.

Além disso, proporciona resgatar e expandir potencialidades adormecidas, desvelar sentimentos, vitalizar núcleos saudáveis em cada indivíduo e estimular o potencial criativo e imaginativo, aumentando sua integração e socialização através da arteterapia e do lúdico.

Com o objetivo de promover a valorização pessoal, a auto estima, a criatividade, além de estimular os movimentos finos, a memória e a cognição, esta proposta permite que os idosos se expressem de forma espontânea. A arte exerce uma função libertadora, induzindo o movimento de soltura, de expansão, trabalhando o relaxamento dos mecanismos defensivos de controle, evocando sentimentos, emoções e sensações. Ao trabalharmos com as linguagens não verbais, ocorrem, consequentemente, transformações internas.

Vamos observar alguns lindos momentos desses com nossos hóspedes do SerraVille.

By |2018-01-31T07:29:50+00:0031 de janeiro de 2018|Uncategorized|0 Comentários